Notícias

Implementação e conclusão de rodovias estaduais são pedidas pelos prefeitos em audiência pública sobre obras paralisadas

Victor Morais/Ascom ATM

A Associação Tocantinense de Municípios (ATM), por meio do seu presidente Jairo Mariano, prefeito de Pedro Afonso, e por gestores de outros municípios, participou de Audiência Pública nesta quinta-feira, 23, na Assembleia Legislativa, em Palmas. O tema da reunião foi a paralisação de obras por todo o estado do Tocantins. 

Quando a palavra foi franqueada aos prefeitos, a grande maioria dos presentes pediu a implementação e conclusão de rodovias estaduais, como foi o caso da prefeita de Recursolândia, Ladir Pinheiro, acompanhada de comitiva do Município, composta por secretários e vereadores. O município não é integrado a outras cidades por meio de pavimentação asfáltica. Mesmo caso do prefeito de Centenário, Wesley Camilo.

O prefeito André Borba pediu a conclusão da rodovia TO 491, enquanto o prefeito de Muricilândia, Alessandro Borges lembrou da finalização da rodovia TO 164. “Já ouve inclusive uma ação das Câmaras de Vereadores de Araguaína e Muricilândia em prol da solicitação de conclusão dessa obra”. Os prefeitos também recordaram da conclusão de casas populares pelo Estado, e construção e manutenção de pontes de ligação intermunicipal. 

A comitiva de Itacajá pediu ao secretário a conclusão da TO 239, que liga o Município ao entroncamento da BR 153. 

O presidente da ATM pediu ao secretário de Estado da Infraestrutura, Renato Assunção, presente na audiência, que priorize as obras que trazem desenvolvimento direto aos Municípios. “A conclusão de obras, como é o caso das rodovias, leva desenvolvimento as cidades e a região, e deve ser prioridade do Governo”, disse Mariano, ao criticar ainda o formato de políticas públicas instalado, que ao seu ver, é ineficiente. 

A audiência pública foi encabeçada pelo deputado Estadual Elenil da Penha e serviu para direcionar encaminhamentos ao governado Mauro Carlesse, por meio do secretário.