Notícias

Prefeito de Palmeirópolis participa do leilão da jazida de minério do Município

Victor Morais/Ascom ATM

O prefeito de Palmeirópolis, Fábio Vaz, participou nesta segunda-feira, na sede da CPRM (Serviço Geológico do Brasil), no Rio de Janeiro, do leilão da jazida de minério de Palmeirópolis. A empresa Perth Recursos Minerais foi a vencedora ao apresentar proposta pela jazida de Palmeirópolis, com um lance de 1,71% de Royalty sobre o faturamento bruto obtido.

Segundo a CPRM, no local poderão ser encontradas jazidas de chumbo, cobre, zinco e ouro. A empresa vencedora pagará ainda R$ 1,5 milhão em bônus para o Governo Federal e vai se comprometer a investir R$ 12 milhões nos próximos três anos. A expectativa é que para a plena exploração sejam investidos mais de R$ 250 milhões, gerando cerca de 2 mil empregos na região.

A CPRM detém cerca de 330 processos minerários, divididos em 30 blocos. Entre eles, quatro foram qualificados no Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), do Governo Federal. Escolhido como projeto piloto, o complexo polimetálico de Palmeirópolis compreende seis processos, totalizando 6.050 hectares.

O prefeito de Palmeirópolis apontou os ganhos para o Município. “Trata-se de uma nova fase para Palmeirópolis, com mais emprego e renda para o Município e região”, disse Fábio Vaz, que esteve na companhia do governador do Tocantins, Mauro Carlesse, do deputado federal Carlos Gaguim, do presidente da Agência de Mineração do Tocantins (Ameto), Aparecido Giacometo, do secretário-executivo da Governadoria, Divino Allan Siqueira, e do empresário de Palmeirópolis, Edson Reis.

Em sua fala, o diretor-presidente da CPRM, Esteves Colnago, afirmou que na próxima etapa, a jazida de Natividade, também no Tocantins, deve ser levada a leilão. (Com informações da SECOM/TO).