Notícias

Crise do Coronavírus: ATM, Atricon e Sebrae incentivam compras públicas com micro e pequenas empresas

A Associação Tocantinense de Municípios (ATM), a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em atendimento à Lei Complementar 123/06, incentivam a ampliação de compras públicas com as micro e pequenas empresas.

O pedido é uma forma de ajudar esses empreendimentos a se manterem aptos e ativos, evitando o desemprego, após início de crise econômica ocasionada pela pandemia do novo Coronavírus.

Baixas

O isolamento proposto a população como forma de evitar a propagação do vírus pode acarretar baixas nas produções e consequentemente baixas no consumo, enfraquecendo vários segmentos, ao causar o colapso da economia.

Evitar a falência

Apesar das medidas especiais anunciadas para as empresas, possibilitando até mesmo o diferimento de pagamento de tributos para as micro e pequenas empresas, que acumulam 2/3 da massa trabalhadora do Brasil, a ajuda é insuficiente e tampouco poderá evitar a falência do setor.

As entidades reconhecem que partes da responsabilidade de manter o país economicamente estável diante da pandemia também recaíram às Prefeituras.

Ajuda

O Sebrae criou uma página especial em seu site para orientar como as micro e pequenas empresas podem reagir a crise econômica gerada pelo Coronavírus.

Clique aqui para acessar a página.

Texto: Amanda Dias (Estagiária)
Revisão:Victor Morais