Notícias

Primeiro caso de Covid-19 é confirmado em Dianópolis e liga o alerta de Municípios interioranos

Os casos confirmados de Covid-19 estão aumentando no Tocantins. De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde, na neste domingo (5), são 17 casos de pessoas contaminadas pelo vírus, sendo 12 em Palmas, quatro em Araguaína e um em Dianópolis. A Associação Tocantinense de Municípios (ATM) chama a atenção dos Municípios do interior para que intensifiquem as medidas protetivas, como o isolamento social e fechamento do comércio.

Dos 12 casos confirmados na capital, apenas um esteve fora do país. Outros quatro foram infectados em outros estados brasileiros, enquanto os três restantes foram infectados ao entrar em contato com outras pessoas contaminadas dentro da capital.

Até o momento não há confirmação de morte pelo coronavírus no Tocantins, entretanto, duas pessoas estão internadas, uma delas em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral de Palmas, e respira por ventilação mecânica.

Em um quadro geral, são mais de 11.130 casos confirmados no Brasil, sendo 486 mortes confirmadas até o momento; Ao redor do mundo, mais de 1.206.480 casos de contágio foram registrados em 190 países, e 65.272 mortes foram confirmadas até este domingo (5).

Caso em Dianópolis

O primeiro caso confirmado em Dianópolis é de um homem de 57 anos, que procurou uma unidade de saúde com sintomas de uma gripe leve. Ele se encontra em isolamento domiciliar. Segundo a Vigilância Epidemiológica de Dianópolis, o paciente buscou um hospital particular em Brasília para realizar o teste, que ficou pronto apenas neste sábado (4).


ATM alerta população dos municípios interioranos

É sempre necessário frisar a importância da quarentena, principalmente porque muitos ainda desacreditam no perigo da situação e chegam a tratá-la com desdém. O isolamento social é uma situação em que todos foram colocados em comum para evitar a propagação deste vírus que assola o mundo inteiro.

Em momentos de pandemia, todas as ações preventivas possíveis são tomadas, entretanto, a iniciativa também deve partir do individual. Uma matéria divulgada pela revista Exame mostra uma pesquisa recente que informa que o Tocantins é o pior estado em ranking de Isolamento Social.

Portanto, a ATM orienta a população e as autoridades dos municípios do interior tocantinense: fiquem em casa e sigam as regras do isolamento social recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O vírus não se propaga apenas nas grandes metrópoles, como São Paulo e Rio de Janeiro — uma prova disso é o aumento de casos em Araguaína e o primeiro diagnóstico em Dianópolis.

Consequentemente, os cidadãos dos municípios afetados (e dos arredores) devem triplicar os seus cuidados, para evitar a propagação desta ameaça no Estado. Medidas cotidianas como lavar bem as mãos, evitar aglomerações e contatos físicos, reduzem o contágio da doença. Sem a adoção das recomendações, a OMS estima que o caso de contaminados dobre a cada três dias. 

Texto: João Pedro (estagiário)
Revisão: Victor Morais